30 novembro, 2008

Espantos #155


A propósito do thanksgiving, da parada de celebração do 
Macy's, da publicidade excêntrica, de Nova Iorque...

Politeness #7

Your family sucks! = Did you expect me to rejoice in the inferiority of your connections?


You are ungrateful, stubborn, and you don't know what you're talking about! = I shall not discuss the sentiments which were so disgusting to you before, but if I may, I will discuss the two offenses you lift up against me.
_________

Mr. Darcy, Pride and Prejudice... always a pleasure to see it again.  I love the dresses!

Pormenores #37

Gosto da sequência






Espantos #154

Com outdoors assim...





Coisas que não mudam #73

Saldos no thanksgiving...






... não é difícil consumir :-)

29 novembro, 2008

Ficava tão bem lá em casa # 36

Garden, Joan Miró

Caprichos #73

so pretty...

Conselhos úteis #7

aqui :-)

Retirado do contexto #72

In my head lately:

I don't take coffee I take tea my dear
...
Be yourself no matter what they say
...
At night a candle's brighter than the sun
...
A gentleman will walk but never run
...
"Manners maketh man"

No Times de hoje #82

No actual cenário de crise imobiliária (entre outras) vendem-se túneis em plena Londres. Até agora secretos, os ditos túneis foram construídos durante a segunda guerra mundial, com o objectivo de abrigar as populações dos ataques aéreos alemães. Desde então serviram de arquivo e de central telefónica entre Washington e Moscovo durante a Guerra Fria.  Actualmente pertencem à companhia telefónica inglesa, BT, que os tem à venda no mercado.  Quem será que os vai comprar?

28 novembro, 2008

Espantos #153


Acho fascinante o facto de determinados sons serem pronunciados de formas tão diferentes em diferentes línguas. Por exemplo bater à porta: em português é truz truz, em inglês knock knock, em japonês dong dong. Um cão a ladrar é ouvido da mesma forma em português e em inglês, mas para uns soa ão-ão, para outros woof-woof. Mais dois exemplos:

gato: miau (pt), meow (ing)
perú: glu-glu (pt), gobble-gobble (ing)

Tudo isto ainda a propósito do thanksgiving ou dia do perú, como é chamado por muitos. Happy turkey day passa a ser happy gobble-gobble day. Passando dos sons para as palavras, turkey é ao mesmo tempo perú e Turquia em inglês, mas em turco portekiz é laranja e também é português... hmm acho que este post poderia nunca mais acabar :-)

Ditto #99

Always forgive your enemies; nothing annoys them so much.

--Oscar Wilde

27 novembro, 2008

Coisas que não mudam #72


Thanksgiving day is always on the last thursday of November...
from sea to shining sea.

Caprichos #72

I really like the Village. The sequence of restaurants/coffee-shops on McDougal street, right below Washington square park is one of my favorites in the city. Today I went to the Olive Tree, a Middle-Eastern place with great food and cozy environment.

I first went there about 8 years ago, newly arrived to the US. I was taken there by a friend who had lived in the city for a while and was about to leave. Since then I brought there a few friends from out of town, and I like the place so much that I keep doing so even when I am no longer from town. The place hasn't changed much:

the lamps above each table are stained glass as well as the windows;

the tables are made of black stone just like old classroom blackboards and there are little bowls of chalk on every table so that customers have fun while waiting for the food; they serve one of the best baba ghanoush in town!

The music today reminded me of the crazy 1920s... Chicago mob type. They were also projecting a silent movie (Charlie Chaplin's City Lights) on a small side screen.

Summing up, the place is a must!

Gap...

Na Economist desta semana vem um pequeno artigo, acompanhando um gráfico que mostra a escolaridade média (# de anos) dos 20% mais ricos em comparação com a escolaridade média dos 20% mais pobres em países menos desenvolvidos.  Seria interessante comparar estas diferenças (gaps) com as dos países desenvolvidos.

Coisas que não mudam #71


she  What are the colors of the empire state building today?

me  Red, orange, and yellow.
she  I guess that's thanksgiving-like.
me  Is that?  It actually looks more like halloween.
she  Well, I guess that they can't do much more for thanksgiving.
me  Right... it's not like they can put a turkey up there.
she (smiles)
me  Though that... would be cooool!
she  Yeah!

26 novembro, 2008

No Times de hoje #81

Mais uma vez o New York Times escreve acerca da crise.  Desta vez realça o facto de certas mães estarem a reduzir as suas compras para não deixar de comprar os brinquedos que os filhos querem para o natal. E o que reduzem as mães nas suas compras?  Pasmem senhores... roupas! Numa sociedade altamente consumista o conceito de "necessidade" é claramente distorcido... o artigo chocou-me parágrafo a parágrafo!

Coisas que não mudam #70

Glitter... right in the middle of Times Square. Check it out!

Espantos #152

Born & raised in NYC... seen today @ central park.

25 novembro, 2008

No Times de hoje #80

Chamam-lhe cibercondria e é bem capaz de começar a fazer parte do dicionário corrente em breve.  Trata-se do comportamento de individuos que utilizam a internet para angariarem informação acerca de potenciais doenças e se "auto-diagnosticarem," dada a vasta quantidade de informação disponível online nos dias de hoje. O artigo de hoje do Times, revela um estudo da microsoft acerca do assunto, e sugere que o "auto-diagnostico" via motor de busca leva ao pessimismo exagerado uma vez que o computador não é especialista em qualquer tipo de doença, embora tenha muita informação acerca de muitas delas.

Retirado do contexto #71

All I want for Christmas is my two front teeth
My two front teeth, see my two front teeth.
Gee, if I could only have my two front teeth,
Then I could wish you "Merry Christmas." :D

24 novembro, 2008

Potions & incantations...

The Incantation, Goya

O, for my sake do you with Fortune chide,
The guilty goddess of my harmful deeds,
That did not better for my life provide
Than public means which public manners breeds.

Thence comes it that my name receives a brand,
And almost thence my nature is subdued
To what it works in, like the dyer's hand:
Pity me then and wish I were renew'd;

Whilst, like a willing patient, I will drink
Potions of eisel 'gainst my strong infection
No bitterness that I will bitter think,

Nor double penance, to correct correction.
Pity me then, dear friend, and I assure ye
Even that your pity is enough to cure me.

Sonnet CXI, William Shakespeare

23 novembro, 2008

No Times de hoje #79


A situação de crise que se vive actualmente já levou muita gente a compará-la com a grande depressão dos anos 30.  Por transitividade, Barack é comparado a FDR, o presidente que tomou posse em plena crise, mais concretamente a 4 de Março de 1933. Na altura, Roosevelt trouxe a política do New Deal. Agora, Barack trará Change. O artigo de hoje do New York Times, fala do New Deal como uma sequência de várias políticas de sinais contrários numa situação de experimentação pura... quando nada se comporta como dizem os livros de economia, estes de nada valem e não há políticas certas (mesmo fora de cenários de crise há sempre um grau de incerteza). É bom ter isso em conta. Que não se esperem receitas mágicas, nem manás do estado. Os tempos que se seguem serão muito difíceis!

Retirado do contexto #70

Quero que você me aqueça neste inverno
e que tudo o mais vá pro inferno :-)

Custos e preços

Jante por 200 euros, em Lisboa, com ementa preparada pelo melhor chef do mundo, num dos hotéis referência da capital portuguesa.

O que importa nesta iniciativa? A receita vai tornar realidade alguns dos sonhos de crianças com doenças crónicas ou terminais.
Mesmo em tempo de crise, talvez não seja tão caro, se esse for o preço de um sonho.

22 novembro, 2008

Palavras lidas # 65

Desde a mais negra antiguidade que as mulheres dizem essas palavras a marinheiros de todos os mares, em portos de todos os tamanhos; palavras de aceitação dócil da autoridade do horizonte, de homenagem cega a essa misteriosa fronteira azul; palavras que nunca deixam de conferir, mesmo à mulher mais orgulhosa, a tristeza, as esperanças e o desejo de liberdade da prostituta: "É amanhã que te vais embora, não é?"

Pág. 73

Ditto #98

Man differs from the animal only by a little; most men throw that little away.

-- Mencius

20 novembro, 2008

Palavras lidas #64

Chapter 1

How do people get to this clandestine Archipelago? Hour by hour planes fly there, ships steer their course there, and trains thunder off to it - but all with nary a mark on them to tell of their destination. And at ticket windows or at travel bureaus for Soviet or foreign tourists the employees would be astounded if you were to ask for a ticket to go there. They know nothing and they've never heard of the Archipelago as a whole or of any one of its innumerable islands.

Those who go to the Archipelago to administer it get there via training schools of the Ministry of Internal affairs.

Those who get there to be guards are conscripted via the military conscription centers.

And those who, like you and me, dear reader, go there to die, must go there solely and compulsorily via arrest.
__________

Começa assim o célebre livro de Aleksandr Solzhenitsyn. Os autores russos têm um condão especial para o começo dos livros...

Retirado do contexto #69

chili, first cook-off ever... hmmm!

19 novembro, 2008

No Times de hoje #78

A história da primeira fotografia* do planeta terra tirada a partir da lua em 23 de Agosto de 1966, vem hoje num breve artigo do New York Times. Tudo a propósito da transformação da dita fotografia em formato digital.  A irregular superfície da lua é agora visível em vários tons cinza, e as nuvens que envolvem o nosso planeta são bem mais reais... o que é possível fazer com a tecnologia actual!
__________

*a foto original, embora devesse, não vem no New York Times de hoje, mas pode ser encontrada aqui... descubra as diferenças!

Numa sala perto de mim #67

Caramel (2007), filme de Nadine Labaki com muito caramelo a ferver :) 

Leve, mas profundo com situações paralelas que dão que pensar no dia a dia de várias mulheres em Beirute... vale a pena!